Noticias - Jornal Agito Ubatuba

Um novo conceito em jornal

Cidade: Ubatuba
Publicado em 30/09/2015

Compartilhar

1º Seminário da Rede Ubasol acontece no sábado, 3 de outubro


Objetivo é informar e capacitar todas as pessoas interessadas sobre as modalidades de formalização de empreendimentos de economia solidária
A Prefeitura de Ubatuba e a Unisol São Paulo convidam toda a população a participar do 1º Seminário da Rede Ubatuba de Economia Solidária (Ubasol), que acontece no sábado 3 de outubro, das 14 às 18 horas, no Casarão do Porto (Praça Anchieta, 38).
O objetivo da atividade é informar e capacitar todas as pessoas e empreendimentos interessados sobre as modalidades de formalização de atividades de economia solidária, que incluem cooperativas e associações de microempreendedores individuais (MEI), entre outros.
Também serão tratadas as características jurídicas e fiscais de cada modalidade e os potenciais para o desenvolvimento e fortalecimento desses empreendimentos nas políticas públicas do município como o PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar, PAA – Programa de Aquisição de Alimentos e feiras de economia solidária.
A rede Ubasol articula em cadeia produtiva vários segmentos de empreendimentos solidários relacionados entre si por sua atividade econômica ou identidade. Já fazem parte da rede agricultores familiares, pescadores artesanais, artesãos, costureiras e catadores de resíduos sólidos. Durante o seminário, também será feita uma oficina para colher idéias para o desenvolvimento da logomarca da rede.
A Cooperativa de Recicláveis Coco e Cia é o primeiro empreendimento participante da rede que se formalizou nesse processo. “Produzir riqueza com responsabilidade social, respeito ao meio ambiente e inclusão produtiva são os objetivos da cooperativa Coco e Cia, em parceria com a Ubasol e a Prefeitura de Ubatuba”, conta Gilda Godoy, que integra a rede.
O seminário também vai trazer a discussão sobre a economia criativa. Diferentemente da economia tradicional, de manufatura, agricultura e comércio, a economia criativa foca no potencial para produzir bens e serviços criativos tangíveis e intangíveis, intelectuais e artísticos, com conteúdo criativo e valor econômico.
Grande parte dessas atividades vem do setor de cultura, moda, design, música e artesanato. Outra parte é oriunda do setor de tecnologia e inovação, como o desenvolvimento de softwares, jogos eletrônicos e aparelhos de celular. Também estão incluídas as atividades de televisão, rádio, cinema e fotografia, além da expansão dos diferentes usos da internet, por exemplo.
Outras informações podem ser obtidas pelo email economiasolidaria.ubatuba@gmail.com ou com o assessor técnico da Unisol, Rafael Souza: (12) 98171-1982 ou 3833-3500.

Voltar