Noticias - Jornal Agito Ubatuba

Um novo conceito em jornal

Cidade: Ubatuba
Publicado em 22/01/2019

Prefeitura de Ubatuba fiscaliza acampamento irregular em praias


Ação coordenada resultou na retirada de barracas

 

Sete barracas de campistas, além de itens como churrasqueiras, foram retiradas das praias do Simão e do Cedro, em Ubatuba, na manhã de sábado, 19, como resultado de uma ação coordenada de fiscalização do campismo selvagem que reuniu as secretarias de Meio Ambiente e de Turismo, a Guarda Municipal, a Companhia Municipal de Turismo (Comtur) e as Polícias Militares ambiental e marítima.

A fiscalização do campismo selvagem tem como base o Decreto Estadual 52.388, de 13 de fevereiro de 1970, que proíbe o camping selvagem e o churrasco nas praias em todo o litoral do estado, e a Lei Municipal número 1360, de 27 de maio de 1994.

“O cidadão não pode alegar desconhecimento das leis. Houve um caso em que um indivíduo estava usando a placa de ‘proibido acampar’ como suporte para varal. Trata-se de uma total falta de respeito com nosso meio ambiente que combateremos de forma intensiva, aplicando as sanções existentes”, destaca Wilber Cardozo, secretário de Meio Ambiente de Ubatuba.

O camping em Ubatuba só é permitido em locais regulamentados pelo município. Para os amantes do Turismo Ecológico, é recomendada a contratação de um dos mais de 80 guias de turismo credenciados junto ao Ministério do Turismo, que poderão orientar as trilhas e os locais onde é permitida a prática de camping de pernoite, tais como os quintais das casas de moradores. “Essa é uma forma de estimular o turismo de base comunitária”, explica Marcos Roberto dos Santos, diretor de Turismo da secretaria municipal de Turismo. “Além de ser um crime segundo a lei, o acampamento na praia provoca a depredação da natureza com a retirada de madeira verde para fazer fogueiras além do lixo deixado pelos campistas”, finaliza Marcos.

 

Fonte: Secretaria de Comunicação / PMU

Voltar