Noticias - Jornal Agito Ubatuba

Um novo conceito em jornal

Cidade: Ubatuba
Publicado em 28/09/2018

Índice do Ideb sobe em Ubatuba


Resultado aponta melhoria na qualidade da educação, fluxo escolar e desempenho nas avaliações

 

A secretaria de Educação de Ubatuba comemorou a melhoria nos números indicadores do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) em Ubatuba, com base no comparativo de 2015 a 2017 (as provas acontecem a cada dois anos).

Os dados foram divulgados no mês de setembro e avaliam turmas de 5º e 9º ano em todo o município. Tendo como base um total de 1155 alunos de 5º ano em 26 escolas do Ensino Fundamental, o crescimento foi classificado considerável, passando de 5.6, em 2015, para 5.8 em 2017 – alcançando, inclusive, um resultado superior à meta projetada, que era de 5.7.

Com relação ao Fundamental Anos Finais, que representa os alunos de 9º ano, também houve registro de crescimento. Em termos de escolas municipais, a secretaria atende 258 alunos em duas escolas, que apresentaram superação no resultado, passando de 4.6 em 2015 para 4.8 em 2017.

“Quero agradecer o comprometimento de nossos coordenadores e equipes pedagógicas. Esse índice afirma que estamos no caminho correto. Estamos investindo, cada dia mais, em Educação e nos próximos meses comemoraremos a entrega de novas unidades escolares, oferecendo melhores condições para um trabalho de qualidade no ensino publico”, parabenizou o prefeito Délcio Sato (PSD).

 

Sobre o Ideb

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi criado em 2007 e reúne, em um só indicador, os resultados de dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: o fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações.

Ele é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e das médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios.

 

Metas

As metas intermediárias do Ideb foram calculadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) considerando o estágio de desenvolvimento educacional em que a unidade considerada (escola, município, estado e país) estava em 2005. Assim, foi proposta uma trajetória para cada unidade, de maneira que, no conjunto, o país alcance a sua meta ao final do período considerado. Como as trajetórias são diferentes para cada unidade considerada, os esforços também serão distintos.

A construção das metas considerou o ajustamento de uma função logística a partir dos parâmetros iniciais observados em 2005 e a convergência dos Idebs de todas as unidades (escolas, municípios e estados) em 2005, vislumbrando a possibilidade de “promoção da equidade” no horizonte da projeção.

Se a meta for superada antes do prazo proposto, permanece a meta de mantê--la no mesmo patamar alcançado. O que se deseja é que as crianças passem de ano e aprendam; daí a importância do acompanhamento

 

 

Fonte dados e informações sobre Ideb: http://inep.gov.br/ideb  

 

Voltar