Noticias - Jornal Agito Ubatuba

Um novo conceito em jornal

Cidade: Ubatuba
Publicado em 05/01/2018

Secretaria de Planejamento de Ubatuba comenta alterações no cronograma de reurbanizações


Mudanças obedeceram ao calendário e processos de adequação no Dadetur

O cronograma das obras de reurbanização da orla da Maranduba e da avenida Iperoig,  previstas para iniciarem em 2017, sofreram uma pequena alteração devido a mudanças e adequações no Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos Dadetur – dispositivo da Secretaria estadual de Turismo que, entre outras atribuições, transfere recursos diretos para a execução de obras e programas ligados ao desenvolvimento do turismo nas cidades reconhecidas como estâncias.

“O Dadetur está ligado à Secretaria de Turismo do Estado, que mudou toda sua equipe desde os técnicos até o secretário, todos saíram. Com isso, corrigiram e alteraram as documentações exigidas. Foi muito dificultoso com uma equipe reduzida, refazer o processo sem alterações nos projetos”, explicou o arquiteto e secretário adjunto de Habitação e Planejamento Urbano, César Abboud

Algumas partes do processo tiveram que ser recolocadas para a equipe, o que implicou em adiamento, não somente para Ubatuba, mas para outros municípios.  A liberação do Convênio foi feita somente no dia 21 de Dezembro de 2017 , conforme matéria publicada no portal oficial do Governo do Estado. “Com certeza, a assinatura desse convênio e a liberação da verba representam  um grande benefício para o município”, enfatizou o prefeito Délcio Sato (PSD).

Desta forma, o projeto, que estava pronto, teve que ser ainda mais detalhado. Porém, Abboud avalia o ocorrido como positivo, pois agora será feito um processo que evitará problemas técnicos de projeto. “O projeto está muito bem amarrado”, garante.

O convenio assinado junto ao Governo garante a realização das primeiras etapas das reurbanizações, tanto da Maranduba, na região Sul, como da avenida Iperoig, no Centro. “Não se perdeu a verba, como acontecia anteriormente. Ubatuba deixou o verbo ‘perder’ para trás”, destacou Abboud.

Segundo ele, a etapa 2 de ambos os projetos está sendo desenvolvida para que, em junho, seja feito novamente o processo de inscrição pleiteando recursos para a continuidade das reurbanizações, porém, com projeto menor.

Situação atual

Com relação à primeira fase, que é a em andamento, agora será iniciada a etapa de processo licitatório, que pode levar até 60 dias. Já está sendo preparado o edital para a licitação, que vai ser liberado somente após a temporada.

“Nosso objetivo é que as obras tenham início após a temporada, devido às complicações, principalmente de trânsito, que elas possam causar. Percebemos que a logística, pelo movimento de pessoas, não é tão simples assim. Acreditamos que, em março, seja iniciada a licitação. Não dá para a gente planejar milimetricamente porque as coisas não acontecem assim, principalmente, quando o recurso não é próprio, ou seja, que vem de convênio. Mas torcemos para que as coisas caminhem conforme o cronograma”, concluiu o arquiteto.

------

Fonte: Secretaria de Comunicação Social / PMU 

Voltar