Noticias - Jornal Agito Ubatuba

Um novo conceito em jornal

Cidade: Ubatuba
Publicado em 14/12/2017

Defesa Civil promove iniciativas para prevenção em época de chuvas


Estratégias visam facilitar alertas e ensinar moradores a lidar com diversas situações de risco

O período entre início de dezembro e final de março é marcado pelas chuvas e, por isso, considerado “época de águas” na região Sudeste - a qual Ubatuba pertence. Essa é a época em que toda a defesa Civil do Estado e Região está em estado de atenção e cujo Plano Preventivo de Defesa Civil (PPDC) entra em ação.

Hoje, em Ubatuba, são 24 áreas de risco, ou seja, na iminência de acontecimentos como alagamento e deslizamento de encostas (análise da possibilidade de desmoronamento) – diagnóstico feito a partir de estudo elaborado pelo instituto geológico, que mapeou as áreas de risco- um trabalho técnico que indicou pontualmente as áreas críticas e status delas.

“Esse mapeamento facilita e orienta a atuação da coordenadoria da Defesa Civil do município. É feito o monitoramento 24 horas das áreas de risco por meio dos pluviômetros automáticos (via satélite), pois o índice pluviométrico limite para Ubatuba é de 100 milímetros”, explicou o coordenador da defesa Civil de Ubatuba, Guaraçay dos Santos.

Ele lembrou que o índice é calculado com 72 horas acumuladas e, caso haja iminência de risco, com fatores como alto índice pluviométrico, a Defesa Civil já fica em estado de alerta, preparada para agir, atendendo às necessidades da população e colocando em prática o plano de contingência e atendimento emergencial.

Essa atuação agora conta com o apoio da Comissão Municipal de proteção e Defesa Civil (Compdec) –– criada por meio de decreto 6605/17 com o objetivo de acionar parceiros em caso de calamidade, pois a coordenadoria conta somente com nove efetivos operacionais, formando três equipes de três a cada  24 horas, somados ao coordenador,  a fim de atender uma área de 105 km de extensão.

Estratégia tecnologica

A fim de facilitar a comunicação dos alertas às populações que se encontram nas áreas de risco, caso haja possibilidade de desastre, principalmente devido à distância e trânsito, a Defesa Civil de Ubatuba trabalha na implantação de um aplicativo de emissão de alerta, não somente em questões climáticas, mas referente à polícia militar, bombeiros dentre outros.

O aplicativo é uma adaptação dos utilizados no chile para prevenção de terremotos. Inicialmente, os presidentes de associação de bairro e lideranças locais serão orientados a baixar o aplicativo, que facilita a emissão de alertas. Por hora, o whatsapp vem viabilizando a comunicação rápida e eficaz.

 “Já estamos cadastrando as associações e as lideranças a fim de passar todas as informações precisas das condições do tempo e problemas que podem acontecer diante de chuvas. Porém, está em fase de implantação um aplicativo novo. Também estamos desenvolvendo uma conversa junto com a Polícia Militar sobre a ferramenta, que servirá, também, para informar população e vizinhança referente a questões de saúde, segurança pública e incêndio. A informação é importante. A conscientização mais importante ainda. A comunidade é fundamental nesse processo”, disse o prefeito Délcio Sato (PSD).

Além disso, a coordenadoria vem realizando constantemente visitas de vistoria e conscientização dos moradores das áreas classificadas de risco.

Multiplicadores

Outra iniciativa que já teve sua primeira ação piloto é a implantação da Defesa Civil – “Defesinha” nas escolas municipais. Professores voluntários do órgão irão às unidades e, com a utilização de cartilhas didáticas, disponibilizadas pela Defesa Civil do Estado,  as criança são conscientizadas.

“Muitas vezes, os pais não valorizam as informações. Quando uma criança compartilha o conhecimento com a família e demonstra preocupação, conseguem chamar mais a atenção dos pais”, explicou Santos.

Em 2017, somente a escola da Picinguaba foi atendida. A previsão é que um cronograma de aulas e escolas seja seguido, com o apoio da secretaria de Educação. O Objetivo é que atender crianças de oito a 12 anos.

“É importante que nos tomemos consciência de todas as questões das áreas de risco e inundações. Por isso, nós estamos o projeto Defesa Civil nas escolas, que visa orientação das crianças”, concluiu o prefeito.

 ---------

Fonte: Secretaria de Comunicação Social / PMU 

Texto disponível online em: https://www.ubatuba.sp.gov.br/smsp/defesa-civil-promove-iniciativas-para-prevencao-em-epoca-de-chuvas/

Voltar