Noticias - Jornal Agito Ubatuba

Um novo conceito em jornal

Cidade: Ubatuba
Publicado em 28/07/2017

Projeto de reurbanização da orla da Maranduba é apresentado para moradores da região Sul


Cerca de 150 pessoas compareceram ao local para saber mais detalhes sobre mudanças

 

Na noite da última quinta-feira, 27, moradores e empresários compareceram a uma reunião em que foi apresentado o projeto de reurbanização e revitalização da orla da Maranduba, região Sul da cidade.

Cerca de 150 pessoas estiveram presentes e acompanharam a exibição de vídeos e do projeto técnico, explanado com detalhes pelo secretário adjunto de Habitação e Planejamento Urbano, arquiteto Antonio Cesar L. Abboud.

Em sua fala, Abboud abordou vários aspectos técnicos, tanto sobre a execução como sobre as fases do projeto. Ele comentou sobre a necessidade de ordenar os espaços (estacionamento, sistema viário e comércio) e que essa ação traz consequências positivas para a economia, além de proporcionar uma visão melhor da paisagem não só para o turista, mas também, para a população local. “É possível valorizar e mudar conceitos”, garantiu.

 

Fases

O projeto acontecerá em duas etapas. Porém, antes disso, algumas ações que vão contribuir para a melhoria do local, previstas em convênios, foram retomadas. Já está em processo de licitação a pavimentação da avenida marginal Tenente Manoel Barbosa da Silva, prevista pelo Convênio 171 de 2016. Também, a iluminação da orla com lâmpadas de led já está garantida por meio do Convênio 232/ 2014 , que prevê aplicação da verba do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias (Dadetur), iniciativa que trará mais segurança e valorização para a região.

Para o projeto de reurbanização, também com utilização de verba proveniente do Dadetur, a primeira etapa conta com a instalação de canteiro central e iluminação desse canteiro, cujo início está previsto ainda para este ano. Já a segunda, prevê a revitalização junto à orla, com previsão de início no segundo semestre de 2018.

“Sabemos que existe o período de temporada, mas o cronograma físico financeiro, que traz a divisão da obra conforme pagamento, traz a possibilidade de desacelerar as obras nesse período e acelerar depois do Carnaval. É possível delinear sem causar transtornos”, frisou o arquiteto.

Abboud acrescentou que, para questões pontuais, serão realizadas reuniões setoriais com artesãos, comerciantes e donos de quiosques para regularizar e organizar a adaptação desses grupos.

Em sua fala, o vice-prefeito e secretário de Cidadania e Desenvolvimento Social, Jurandir de Oliveira Veloso “Pelé”, valorizou o trabalho da equipe que desenvolveu o projeto.

O prefeito Délcio José Sato (PSD), agradeceu a presença de todos e fez uma breve retrospectiva da situação em que encontrou a cidade e comentou que, com coragem, abraçaram o desafio de uma forma criativa.

“Tínhamos o sonho de criar um departamento de projetos, convênios e contratos, que captasse recursos e emendas. Hoje, temos a melhor equipe do Litoral Norte, que já transformou muitos lugares por onde passaram. São detalhes e é um trabalho incansável, que se transforma em beleza. Vamos despontar com trabalho e criatividade”, afirmou.

 

Avaliação

O projeto foi bem recebido pela maioria dos presentes. Foram sanadas algumas dúvidas, porém, o arquiteto se colocou à disposição para atender os munícipes.

Rejane Gomes de Carvalho é moradora de Valinhos e possui uma casa de veraneio na Maranduba há muitos anos. “A casa é minha então, preciso lutar pela região. Criei meus filhos aqui e vim para saber sobre o investimento. Essa é a primeira vez que estou sentindo firmeza no Governo. Estamos começando uma nova era em Ubatuba”, salientou.

Para o comerciante Luiz Henrique Pereira da Silva, a avaliação do encontro também é positiva. “O mais importante é avisar a comunidade sobre o que está sendo feito. Esse debate é sempre positivo”, concluiu.

 

Voltar